Glossário de vitaminas e minerais | Bayer, o Mundo das Vitaminas

Glossário

Conheça e pesquise aqui os termos relacionados com vitaminas e minerais

A

Ácido fítico – Também conhecido como fitatoX fitato
Pambém conhecido como ácido fítico, é um composto que contém fósforo e que se liga aos minerais no trato gastrointestinal, diminuindo a sua biodisponibilidade.
, é um composto que contém fósforo e que se liga aos minerais no trato gastrointestinal, diminuindo a sua biodisponibilidadeX biodisponibilidade
Refere-se à quantidade e velocidade com que uma substância ativa ou a sua fórmula molecular terapeuticamente ativa se torna disponível no seu local de ação, após os vários processos de transformação que ocorrem no organismo.
.

Ácido oxálico – Composto encontrado normalmente numa variedade de plantas. No trato gastrointestinal forma complexos com alguns iões e impede a sua absorção.

Ácido pteróico – Parte da estrutura dos folatos.

Ácido úrico –Produto final do metabolismoX metabolismo
Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).
das purinas.

Ácido valpróico – Fármaco pertencente à classe dos antiepiléticos e anticonvulsivantes.

Ácidos nucleicos – Macromoléculas que se encontram no núcleo das células e que contêm a informação genética.

AcrodiniaX Acrodinia
Doença que aparece normalmente na infância, relacionada com intoxicação por mercúrio.
– Doença que aparece normalmente na infância, relacionada com intoxicação por mercúrio.

Alimento enriquecidoX Alimento enriquecido
Alimento ao qual foi adicionado um ou mais nutrientes essenciais.
– Alimento ao qual foi adicionado um ou mais nutrientes essenciais.

AlopéciaX Alopécia
Queda de cabelo.
– Queda de cabelo.

AmiodaronaX Amiodarona
Fármaco utilizado no sistema cardiovascular como antiarrítmico.
– Fármaco utilizado no sistema cardiovascular como antiarrítmico.

AmlodipinaX Amlodipina
Fármaco anti-hipertensor.
– Fármaco anti-hipertensor.

Anemia ferropénicaX Anemia ferropénica
Anemia caracterizada por baixos níveis de ferro, necessários para a formação da hemoglobina.
– Anemia caracterizada por baixos níveis de ferro, necessários para a formação da hemoglobina.

Anemia hemolíticaX Anemia hemolítica
Anemia provocada por um aumento da destruição de glóbulos vermelhos.
– Anemia provocada por um aumento da destruição de glóbulos vermelhos.

Anemia megaloblásticaX Anemia megaloblástica
Caracterizada por glóbulos vermelhos maiores do que o normal.
– Caracterizada por glóbulos vermelhos maiores do que o normal.

Anemia perniciosaX Anemia perniciosa
Causada por deficiente produção do fator intrínseco, e consequente diminuição dos níveis de vitamina B12.
– Causada por deficiente produção do fator intrínsecoX fator intrínseco
Glicoproteína secretada pela membrana da mucosa gástrica, que é necessária para a absorção da vitamina B12.
, e consequente diminuição dos níveis de vitamina B12.

AntagonistaX Antagonista
Agente fisiológico que contraria/impede a ação de outro.
– Agente fisiológico que contraria/impede a ação de outro.

Antidepressivos tricíclicosX Antidepressivos tricíclicos
Classe de fármacos à qual pertencem os seguintes: amitriptilina, clomipramina, dosulepina, imipramina, maprotilina, mianserina, mirtazapina, nortriptilina, reboxetina, trazodona e trimipramina.
–Classe de fármacos à qual pertencem os seguintes: amitriptilina, clomipramina, dosulepina, imipramina, maprotilina, mianserina, mirtazapina, nortriptilina, reboxetina, trazodona e trimipramina.

AntioxidanteX Antioxidante
Componente que está envolvido na manutenção e reparação das células e do DNA, protegendo as células das lesões causadas pelos radicais livres, que contribuem para algumas doenças crónicas e para o envelhecimento.
– Componente que está envolvido na manutenção e reparação das células e do DNA, protegendo as células das lesões causadas pelos radicais livresX radicais livres
Fragmentos químicos altamente reativos que podem produzir alterações nas células, geralmente prejudiciais.
, que contribuem para algumas doenças crónicas e para o envelhecimento.

AntipsicóticosX Antipsicóticos
Classe de fármacos que altera os sintomas psicóticos.
– Classe de fármacos que altera os sintomas psicóticos.

ApoptoseX Apoptose
Também denominada morte celular programada, é um conjunto de processos que ocorrem na célula e que levam à sua morte. É um processo que permite eliminar as células desnecessárias ou com anomalias.
– Também denominada morte celular programada, é um conjunto de processos que ocorrem na célula e que levam à sua morte. É um processo que permite eliminar as células desnecessárias ou com anomalias.

Artrite reumatóideX Artrite reumatóide
Trata-se de uma doença reumática inflamatória crónica que envolve particularmente as estruturas articulares e periarticulares.
– Trata-se de uma doença reumática inflamatória crónica que envolve particularmente as estruturas articulares e periarticulares.

AsteniaX Astenia
Fraqueza, debilidade, perda de força ou energia.
– Fraqueza, debilidade, perda de força ou energia.

AtaxiaX Ataxia
Incapacidade de coordenar a atividade muscular durante os movimentos voluntários.
– Incapacidade de coordenar a atividade muscular durante os movimentos voluntários.

AzatioprinaX Azatioprina
Fármaco imunomodulador.
– Fármaco imunomodulador.
 

B

Barreira hematoencefálicaX Barreira hematoencefálica
Barreira física no Sistema Nervoso Central que permite selecionar as substâncias que atravessam do sangue para o cérebro.
– Barreira física no Sistema Nervoso Central que permite selecionar as substâncias que atravessam do sangue para o cérebro.

Beta-bloqueadoresX Beta-bloqueadores
Classe de fármacos que bloqueiam os recetores beta-adrenérgicos. Podem ter várias indicações, sendo a principal o decréscimo da pressão arterial.
– Classe de fármacos que bloqueiam os recetores beta-adrenérgicos. Podem ter várias indicações, sendo a principal o decréscimo da pressão arterial.

BifosfonatosX Bifosfonatos
Classe de fármacos utilizada para tratar a osteoporose, inibindo a reabsorção óssea.
– Classe de fármacos utilizada para tratar a osteoporose, inibindo a reabsorção ósseaX reabsorção óssea
Remoção do tecido ósseo pelos osteoclastos.
.

BiodisponibilidadeX Biodisponibilidade
Refere-se à quantidade e velocidade com que uma substância ativa ou a sua fórmula molecular terapeuticamente ativa se torna disponível no seu local de ação, após os vários processos de transformação que ocorrem no organismo.
– Refere-se à quantidade e velocidade com que uma substância ativa ou a sua fórmula molecular terapeuticamente ativa se torna disponível no seu local de ação, após os vários processos de transformação que ocorrem no organismo.

BioflavonóidesX Bioflavonóides
Grupo de compostos hidrossolúveis existente em frutos e vegetais e que nos mamíferos ajuda na manutenção da resistência capilar.
– Grupo de compostos hidrossolúveis existente em frutos e vegetais e que nos mamíferos ajuda na manutenção da resistência capilar.

Bolo alimentarX Bolo alimentar
Pasta mole que resulta da transformação dos alimentos por ação da mastigação.
– Pasta mole que resulta da transformação dos alimentos por ação da mastigação.
 


 

C

Cadeia respiratóriaX Cadeia respiratória
Sequência de reações de oxidação-redução com transporte de eletrões, que são transferidos para o oxigénio e que resultam na produção de água.
– Sequência de reações de oxidação-redução com transporte de eletrões, que são transferidos para o oxigénio e que resultam na produção de água.

CalcipotriolX Calcipotriol
Análogo da vitamina D.
– Análogo da vitamina D.

CaloriaX Caloria
Unidade de medida de calor. A caloria representa a quantidade de calor necessária para elevar de 14,5ºC a 15,5ºC a temperatura de 1 g de água à pressão atmosférica normal. É usada como unidade de medida do valor energético dos alimentos, que se pode medir também em joule (1 caloria=4,1855 joules)…
- Unidade de medida de calor. A caloriaX caloria
Unidade de medida de calor. A caloria representa a quantidade de calor necessária para elevar de 14,5ºC a 15,5ºC a temperatura de 1 g de água à pressão atmosférica normal. É usada como unidade de medida do valor energético dos alimentos, que se pode medir também em joule (1 caloria=4,1855 joules)…
representa a quantidade de calor necessária para elevar de 14,5ºC a 15,5ºC a temperatura de 1 g de água à pressão atmosférica normal. É usada como unidade de medida do valor energético dos alimentos, que se pode medir também em joule (1 caloriaX caloria
Unidade de medida de calor. A caloria representa a quantidade de calor necessária para elevar de 14,5ºC a 15,5ºC a temperatura de 1 g de água à pressão atmosférica normal. É usada como unidade de medida do valor energético dos alimentos, que se pode medir também em joule (1 caloria=4,1855 joules)…
=4,1855 joules). Símbolo: (cal)

CancroX Cancro
Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).
- Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).

CapecitabinaX Capecitabina
Fármaco utilizado no tratamento de alguns tipos de cancro.
–Fármaco utilizado no tratamento de alguns tipos de cancroX cancro
Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).
.

CarbamazepinaX Carbamazepina
Fármaco pertencente à classe dos antiepiléticos e anticonvulsivantes.
– Fármaco pertencente à classe dos antiepiléticos e anticonvulsivantes.

CarbidopaX Carbidopa
Componente utilizado em conjunto com a levodopa na doença de Parkinson, que atua inibindo a degradação da levodopa antes de chegar ao órgão alvo, o cérebro.
– Componente utilizado em conjunto com a levodopaX levodopa
Precursor metabólico da dopamina, utilizado na doença de Parkinson.
na doença de Parkinson, que atua inibindo a degradação da levodopaX levodopa
Precursor metabólico da dopamina, utilizado na doença de Parkinson.
antes de chegar ao órgão alvo, o cérebro.

Células parietaisX Células parietais
Células que existem na mucosa do estômago e que são responsáveis pela secreção de ácido clorídrico e fator intrínseco.
– Células que existem na mucosa do estômago e que são responsáveis pela secreção de ácido clorídrico e fator intrínsecoX fator intrínseco
Glicoproteína secretada pela membrana da mucosa gástrica, que é necessária para a absorção da vitamina B12.
.

CiclosporinaX Ciclosporina
Fármaco imunomodulador.
– Fármaco imunomodulador.

CimetidinaX Cimetidina
Fármaco antagonista dos recetores H2 que modifica a secreção gástrica.
– Fármaco antagonistaX antagonista
Agente fisiológico que contraria/impede a ação de outro.
dos recetores H2 que modifica a secreção gástrica.

CisplatinaX Cisplatina
Fármaco utilizado no tratamento de alguns tipos de cancro.
– Fármaco utilizado no tratamento de alguns tipos de cancroX cancro
Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).
.

CloropromazinaX Cloropromazina
Fármaco antipsicótico.
– Fármaco antipsicótico.

CoagulaçãoX Coagulação
Processo em que as plaquetas e os fatores de coagulação transformam o sangue numa substância semi-sólida de modo a formar um coágulo.
– Processo em que as plaquetas e os fatores de coagulaçãoX coagulação
Processo em que as plaquetas e os fatores de coagulação transformam o sangue numa substância semi-sólida de modo a formar um coágulo.
transformam o sangue numa substância semi-sólida de modo a formar um coágulo.

CoenzimaX Coenzima
Composto orgânico não proteico de baixo peso molecular, que ligado a uma enzima (porção proteica), é responsável pela atividade da mesma.
– Composto orgânico não proteico de baixo peso molecular, que ligado a uma enzimaX enzima
Substância proteica existente nas células vivas que produz alterações químicas, necessária para a digestão dos alimentos.
(porção proteica), é responsável pela atividade da mesma.

Co-fatorX Co-fator
Átomo ou molécula essencial para a função de uma molécula maior.
– Átomo ou molécula essencial para a função de uma molécula maior.

ColagénioX Colagénio
Proteína estrutural presente em muitos tecidos (tecido conjuntivo, ossos, cartilagem, pele, etc.).
– Proteína estrutural presente em muitos tecidos (tecido conjuntivo, ossos, cartilagem, pele, etc.).

ColquicinaX Colquicina
Fármaco utilizado no tratamento da gota, com ação antigotosa e anti-inflamatória.
– Fármaco utilizado no tratamento da gotaX gota
Afeção devida a perturbação do metabolismo do ácido úrico, que ocorre, quase exclusivamente, no homem. Manifesta-se por crises de artrite aguda localizada especialmente na articulação do dedo grande do pé e por depósitos de uratos subcutâneos, sobretudo periarticulares.
, com ação antigotosa e anti-inflamatória.

ColestiraminaX Colestiramina
Fármaco que se combina com os ácidos biliares no intestino e forma um complexo insolúvel, impedindo que estes sejam reabsorvidos, diminuindo os níveis plasmáticos de colesterol.
– Fármaco que se combina com os ácidos biliares no intestino e forma um complexo insolúvel, impedindo que estes sejam reabsorvidos, diminuindo os níveis plasmáticos de colesterol.

Concentração séricaX Concentração sérica
Concentração de determinada substância no sangue.
– Concentração de determinada substância no sangue.

CorticosteróidesX Corticosteróides
Classe de fármacos análogos das hormonas glucocorticóides e mineralocorticóides libertadas pelas glândulas supra-renais. Podem ser indicados como anti-inflamatório, imunossupressor ou substituição do cortisol na insuficiência supra-renal.
– Classe de fármacos análogos das hormonas glucocorticóides e mineralocorticóides libertadas pelas glândulas supra-renais. Podem ser indicados como anti-inflamatório, imunossupressor ou substituição do cortisolX cortisol
Principal glucocorticóide produzido no córtex adrenal, nas glândulas supra-renais.
na insuficiência supra-renal.

CortisolX Cortisol
Principal glucocorticóide produzido no córtex adrenal, nas glândulas supra-renais.
– Principal glucocorticóide produzido no córtex adrenal, nas glândulas supra-renais.

Cristais de hidroxiapatiteX Cristais de hidroxiapatite
Composto inorgânico existente nos ossos e dentes, que dá rigidez a estas estruturas.
– Composto inorgânico existente nos ossos e dentes, que dá rigidez a estas estruturas.
 


 

D

Dermatite seborreicaX Dermatite seborreica
Inflamação que surge em zonas da pele com um grande número de glândulas sebáceas.
– Inflamação que surge em zonas da pele com um grande número de glândulas sebáceas.

DesferroxaminaX Desferroxamina
Medicamento utilizado na desintoxicação pelo ferro ou alumínio.
– Medicamento utilizado na desintoxicação pelo ferro ou alumínio.

DesmielinizaçãoX Desmielinização
Remoção ou destruição da bainha de mielina das fibras nervosas.
– Remoção ou destruição da bainha de mielina das fibras nervosas.

DigoxinaX Digoxina
Fármaco utilizado na insuficiência cardíaca e arritmias.
– Fármaco utilizado na insuficiência cardíaca e arritmias.

DiltiazemX Diltiazem
Fármaco vasodilatador, com várias indicações, incluindo a hipertensão e angina.
– Fármaco vasodilatador, com várias indicações, incluindo a hipertensão e angina.

DismenorreiaX Dismenorreia
Dor durante a menstruação, normalmente causada por contrações no útero.
– Dor durante a menstruação, normalmente causada por contrações no útero.

DispneiaX Dispneia
Dificuldade em respirar, acompanhada por uma sensação de opressão e de mau estar.
- Dificuldade em respirar, acompanhada por uma sensação de opressão e de mau estar.

DiuréticoX Diurético
Relativo à diurese, que favorece ou estimula a excreção urinária.
- Relativo à diurese, que favorece ou estimula a excreção urinária.

Divisão celularX Divisão celular
É o processo que permite às células multiplicarem-se, dando origem a outras células.
– É o processo que permite às células multiplicarem-se, dando origem a outras células.

Doença auto-imuneX Doença auto-imune
Doença causada por um funcionamento incorreto do sistema imunitário que produz anticorpos contra os próprios tecidos.
– Doença causada por um funcionamento incorreto do sistema imunitário que produz anticorpos contra os próprios tecidos.

Doença celíacaX Doença celíaca
 Inflamação crónica e progressiva do íleo provocando crises de diarreia com dores abdominais, náuseas, febre e perda de peso.
– Doença crónica gastrointestinal caracterizada por sensibilidade ao glúten e má-absorção.

Doença de CrohnX Doença de Crohn
Inflamação crónica e progressiva do íleo provocando crises de diarreia com dores abdominais, náuseas, febre e perda de peso.
– Inflamação crónica e progressiva do íleo provocando crises de diarreia com dores abdominais, náuseas, febre e perda de peso.

Doença de Moeller-BarlowX Doença de Moeller-Barlow
Doença relacionada com a deficiência de vitamina C nas crianças.
– Doença relacionada com a deficiência de vitamina C nas crianças.

DopaminaX Dopamina
Neurotransmissor essencial para o bom funcionamento do Sistema Nervoso Central. A redução na sua concentração está associada à Doença de Parkinson.
– Neurotransmissor essencial para o bom funcionamento do Sistema Nervoso Central. A redução na sua concentração está associada à Doença de Parkinson.

DoxilaminaX Doxilamina
 Anti-histamínico com efeito sedativo que contribui para aliviar os vómitos.
– Anti-histamínico com efeito sedativo que contribui para aliviar os vómitos.

DoxorrubicinaX Doxorrubicina
 Fármaco utilizado no tratamento de vários tipos de cancro.  
– Fármaco utilizado no tratamento de vários tipos de cancroX cancro
Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).
.
 


 

E

EdemaX Edema
Acumulação excessiva de fluidos nos tecidos corporais, que provocam inchaço.
– Acumulação excessiva de fluidos nos tecidos corporais, que provocam inchaço.

EndocarditeX Endocardite
Inflamação do endocárdio, a membrana que reveste a parte interna do coração.
– Inflamação do endocárdio, a membrana que reveste a parte interna do coração.

EnzimaX Enzima
Substância proteica existente nas células vivas que produz alterações químicas, necessária para a digestão dos alimentos.
– Substância proteica existente nas células vivas que produz alterações químicas, necessária para a digestão dos alimentos.

EquimoseX Equimose
Passagem do sangue de vasos sanguíneos lesados para o tecido subcutâneo, dando à pele uma cor arroxeada.
– Passagem do sangue de vasos sanguíneos lesados para o tecido subcutâneo, dando à pele uma cor arroxeada.

EritropoietinaX Eritropoietina
Hormona produzida pelos rins que estimula a produção de glóbulos vermelhos.
– Hormona produzida pelos rins que estimula a produção de glóbulos vermelhos.

EsomeprazolX Esomeprazol
Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protões que modifica a secreção gástrica.
– Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protõesX inibidores da bomba de protões
 Classe de fármacos que inibe a secreção ácida, utilizados em algumas patologias do estômago.
que modifica a secreção gástrica.

Espinha bífidaX Espinha bífida
Malformação congénita em que a coluna vertebral está mal fechada, e por isso parte da medula espinal fica projetada.
– Malformação congénita em que a coluna vertebral está mal fechada, e por isso parte da medula espinal fica projetada.

EstatinasX Estatinas
Classe de fármacos indicada no tratamento da hipercolesterolemia e na prevenção das doenças cardiovasculares associadas a aterosclerose.
– Classe de fármacos indicada no tratamento da hipercolesterolemiaX hipercolesterolemia
Concentração elevada (excessiva) de colesterol no sangue.
e na prevenção das doenças cardiovasculares associadas a aterosclerose.
 


 

F

FamotidinaX Famotidina
Fármaco pertencente à classe dos antagonistas dos recetores H2 que modifica a secreção gástrica.
– Fármaco pertencente à classe dos antagonistas dos recetores H2 que modifica a secreção gástrica.

Fator intrínsecoX Fator intrínseco
Glicoproteína secretada pela membrana da mucosa gástrica, que é necessária para a absorção da vitamina B12.
– Glicoproteína secretada pela membrana da mucosa gástrica, que é necessária para a absorção da vitamina B12.

FenitoínaX Fenitoína
Fármaco antiepilético e anticonvulsivante.
– Fármaco antiepilético e anticonvulsivante.

FenobarbitalX Fenobarbital
Fármaco antiepilético e anticonvulsivante.
- Fármaco antiepilético e anticonvulsivante.

FibrinaX Fibrina
Proteína insolúvel que forma a rede fibrosa necessária para a coagulação do sangue.
– Proteína insolúvel que forma a rede fibrosa necessária para a coagulaçãoX coagulação
Processo em que as plaquetas e os fatores de coagulação transformam o sangue numa substância semi-sólida de modo a formar um coágulo.
do sangue.

FibrinogénioX Fibrinogénio
Proteína existente no plasma sanguíneo, essencial para a coagulação sanguínea, convertido em fibrina pela ação da trombina.
– Proteína existente no plasma sanguíneo, essencial para a coagulaçãoX coagulação
Processo em que as plaquetas e os fatores de coagulação transformam o sangue numa substância semi-sólida de modo a formar um coágulo.
sanguínea, convertido em fibrinaX fibrina
Proteína insolúvel que forma a rede fibrosa necessária para a coagulação do sangue.
pela ação da trombina.

FitatoX Fitato
Pambém conhecido como ácido fítico, é um composto que contém fósforo e que se liga aos minerais no trato gastrointestinal, diminuindo a sua biodisponibilidade.
- Também conhecido como ácido fítico, é um composto que contém fósforo e que se liga aos minerais no trato gastrointestinal, diminuindo a sua biodisponibilidadeX biodisponibilidade
Refere-se à quantidade e velocidade com que uma substância ativa ou a sua fórmula molecular terapeuticamente ativa se torna disponível no seu local de ação, após os vários processos de transformação que ocorrem no organismo.
.

Fluido extracelularX Fluido extracelular
 Todos os líquidos que se encontram no exterior das células, incluindo o plasma sanguíneo e o fluido intersticial.
– Todos os líquidos que se encontram no exterior das células, incluindo o plasma sanguíneo e o fluido intersticial.

FluorouraciloX Fluorouracilo
Fármaco indicado no tratamento de alguns tipos de cancro.
– Fármaco indicado no tratamento de alguns tipos de cancroX cancro
Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).
.

Fosforilação oxidativaX Fosforilação oxidativa
 Processo enzimático no qual a energia libertada na oxidação de metabolitos é utilizada para formar ATP.
– Processo enzimático no qual a energia libertada na oxidação de metabolitos é utilizada para formar ATP.

FototerapiaX Fototerapia
Utilização de luz com comprimentos de onda específicos para fins terapêuticos.  
– Utilização de luz com comprimentos de onda específicos para fins terapêuticos.
 


 

G

Gastrite atróficaX Gastrite atrófica
Inflamação crónica da mucosa gástrica com possível destruição das células e substituição por tecido fibroso.
– Inflamação crónica da mucosa gástrica com possível destruição das células e substituição por tecido fibroso.

GemfibrozilX Gemfibrozil
Fármaco utilizado como regulador dos lípidos no sangue.
– Fármaco utilizado como regulador dos lípidos no sangue.

GlicóliseX Glicólise
Metabolização da glicose, através de enzimas, com produção de piruvato e lactato e libertação de energia.
– Metabolização da glicose, através de enzimas, com produção de piruvato e lactato e libertação de energia.

GlutationaX Glutationa
Tripéptido composto por glicina, cisteína e ácido glutâmico importante em muitas reações oxidação-redução que ocorrem nas células.
– Tripéptido composto por glicina, cisteína e ácido glutâmico importante em muitas reações oxidação-redução que ocorrem nas células.

Gorduras ou lípidosX Gorduras ou lípidos
Qualquer substância orgânica que contém um ácido gordo, sob forma combinada ou num derivado de ácido gordo e que não é solúvel na água (com a qual pode formar uma emulsão). Os óleos e as gorduras são lípidos de reserva dos animais e dos vegetais. Em diversos tecidos do organismo existem lípidos…
- Qualquer substância orgânica que contém um ácido gordo, sob forma combinada ou num derivado de ácido gordo e que não é solúvel na água (com a qual pode formar uma emulsão). Os óleos e as gorduras são lípidos de reserva dos animais e dos vegetais. Em diversos tecidos do organismo existem lípidos complexos (fosfolípidos, glicerolípidos). A combustão dos lípidos fornece 9 quilocalorias por grama.

GotaX Gota
Afeção devida a perturbação do metabolismo do ácido úrico, que ocorre, quase exclusivamente, no homem. Manifesta-se por crises de artrite aguda localizada especialmente na articulação do dedo grande do pé e por depósitos de uratos subcutâneos, sobretudo periarticulares.
- Afeção devida a perturbação do metabolismoX metabolismo
Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).
do ácido úrico, que ocorre, quase exclusivamente, no homem. Manifesta-se por crises de artrite aguda localizada especialmente na articulação do dedo grande do pé e por depósitos de uratos subcutâneos, sobretudo periarticulares.
 


 

H

HDLX HDL
High-Density Lipoprotein, conhecido por "colesterol bom".
– High-Density Lipoprotein, conhecido por "colesterol bom".

HemocromatoseX Hemocromatose
 Doença que afeta o metabolismo do ferro e resulta na acumulação excessiva de ferro nos tecidos do organismo.
– Doença que afeta o metabolismoX metabolismo
Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).
do ferro e resulta na acumulação excessiva de ferro nos tecidos do organismo.

Hidrato de carbono ou glúcidos ou glicidosX Hidrato de carbono ou glúcidos ou glicidos
Substância composta por carbono, hidrogénio e oxigénio. Representam, em geral, mais de metade dos alimentos energéticos (amido, glicose, sacarose, lactose). A sua combustão completa fornece quatro quilocalorias por grama.
- Substância composta por carbono, hidrogénio e oxigénio. Representam, em geral, mais de metade dos alimentos energéticos (amido, glicose, sacarose, lactose). A sua combustão completa fornece quatro quilocalorias por grama.

HidrossolúvelX Hidrossolúvel
 solúvel em água.
– Solúvel em água.

HidroxilaçãoX Hidroxilação
processo químico com introdução de um grupo hidroxilo (-OH) num composto.
– Processo químico com introdução de um grupo hidroxilo (-OH) num composto.

HipercalcémiaX Hipercalcémia
excesso de cálcio no sangue.
– Excesso de cálcio no sangue.

HipercalciúriaX Hipercalciúria
 Presença de cálcio na urina em níveis superiores ao normal.
– Presença de cálcio na urina em níveis superiores ao normal.

HipercolesterolemiaX Hipercolesterolemia
Concentração elevada (excessiva) de colesterol no sangue.
- Concentração elevada (excessiva) de colesterol no sangue.

HiperglicemiaX Hiperglicemia
Elevação da quantidade de glicose (açúcar) do sangue.
- Elevação da quantidade de glicose (açúcar) do sangue.

Hiperlipidemia, Dislipidemia ou dislipemiaX Hiperlipidemia, Dislipidemia ou dislipemia
Anomalia quantitativa ou qualitativa dos lípidos do sangue (colesterol, trigliceridos).
- Anomalia quantitativa ou qualitativa dos lípidos do sangue (colesterol, trigliceridos).

HiperparatiroidismoX Hiperparatiroidismo
Excesso de atividade da glândula paratiróide, com produção elevada de hormonas paratiroideias.
– Excesso de atividade da glândula paratiróide, com produção elevada de hormonas paratiroideias.

HiperqueratoseX Hiperqueratose
Proliferação de células e espessamento da camada córnea.
– Proliferação de células e espessamento da camada córnea.

HipertrigliceridemiaX Hipertrigliceridemia
Concentração elevada (excessiva) dos triglicéridos do sangue.
- Concentração elevada (excessiva) dos triglicéridos do sangue.

HiperuricémiaX Hiperuricémia
Aumento da taxa de ácido úrico no sangue, observa-se sobretudo na gota.
- Aumento da taxa de ácido úrico no sangue, observa-se sobretudo na gotaX gota
Afeção devida a perturbação do metabolismo do ácido úrico, que ocorre, quase exclusivamente, no homem. Manifesta-se por crises de artrite aguda localizada especialmente na articulação do dedo grande do pé e por depósitos de uratos subcutâneos, sobretudo periarticulares.
.

HipocalcémiaX Hipocalcémia
Baixos níveis de cálcio no sangue.
– Baixos níveis de cálcio no sangue.

HipocaliémiaX Hipocaliémia
Baixos níveis de potássio no sangue.
– Baixos níveis de potássio no sangue.

HipogonadismoX Hipogonadismo
 Função inadequada das gónadas (ovários ou testículos), manifestada por deficiência na gametogénese ou na secreção de hormonas produzidas pelas gónadas.
– Função inadequada das gónadas (ovários ou testículos), manifestada por deficiência na gametogénese ou na secreção de hormonas produzidas pelas gónadas.

HipomagnesemiaX Hipomagnesemia
Níveis baixos de magnésio no sangue.
– Níveis baixos de magnésio no sangue.

HomeostaseX Homeostase
 Situação de equilíbrio fisiológico do organismo.
– Situação de equilíbrio fisiológico do organismo.

HomocisteínaX Homocisteína
Aminoácido homólogo da cisteína, presente no sangue, que em concentrações elevadas pode ser um fator de risco cardiovascular.
– Aminoácido homólogo da cisteína, presente no sangue, que em concentrações elevadas pode ser um fator de risco cardiovascular.

Hormona paratiróideiaX Hormona paratiróideia
Hormona libertada pela glândula paratiróide que regula os níveis de cálcio e fosfato no organismo.  
– Hormona libertada pela glândula paratiróide que regula os níveis de cálcio e fosfato no organismo.
 


 

I

IbuprofenoX Ibuprofeno
Fármaco pertencente à classe dos anti-inflamatórios não-esteróides.
– Fármaco pertencente à classe dos anti-inflamatórios não-esteróides.

IcteríciaX Icterícia
Coloração amarela da pele, olhos e mucosas devido ao aumento de bilirrubina no sangue.
– Coloração amarela da pele, olhos e mucosas devido ao aumento de bilirrubina no sangue.

Inibidores da Bomba de ProtõesX Inibidores da Bomba de Protões
 Classe de fármacos que inibe a secreção ácida, utilizados em algumas patologias do estômago.
– Classe de fármacos que inibe a secreção ácida, utilizados em algumas patologias do estômago.

Insuficiência renalX Insuficiência renal
Perda gradual da função renal.
– Perda gradual da função renal.

IsoniazidaX Isoniazida
Fármaco utilizado no tratamento e prevenção da tuberculose.  
– Fármaco utilizado no tratamento e prevenção da tuberculose.
 


 

L

LansoprazolX Lansoprazol
Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protões que modifica a secreção gástrica.
- Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protõesX inibidores da bomba de protões
 Classe de fármacos que inibe a secreção ácida, utilizados em algumas patologias do estômago.
que modifica a secreção gástrica.

L-carnitinaX L-carnitina
Aminoácido essencial para o metabolismo dos ácidos gordos.
– Aminoácido essencial para o metabolismoX metabolismo
Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).
dos ácidos gordos.

LetargiaX Letargia
 Redução dos níveis de consciência, marcado por sonolência, indiferença e apatia.
– Redução dos níveis de consciência, marcado por sonolência, indiferença e apatia.

LevodopaX Levodopa
Precursor metabólico da dopamina, utilizado na doença de Parkinson.
PrecursorX Precursor
Composto que dá origem a outro num processo metabólico.
metabólico da dopaminaX dopamina
Neurotransmissor essencial para o bom funcionamento do Sistema Nervoso Central. A redução na sua concentração está associada à Doença de Parkinson.
, utilizado na doença de Parkinson.

LevotiroxinaX Levotiroxina
Fármaco indicado nos casos de hipotiroidismo.
– Fármaco indicado nos casos de hipotiroidismo.

LipossolúvelX Lipossolúvel
Solúvel em gordura
– Solúvel em gordura.

Litíase cálcicaX Litíase cálcica
Formação de cálculos de cálcio, nos rins.
– Formação de cálculos de cálcio, nos rins.

LixiviaçãoX Lixiviação
 Remoção de compostos solúveis através do contacto com um líquido.
– Remoção de compostos solúveis através do contacto com um líquido.


 

M

Malformações congénitasX Malformações congénitas
Anomalia morfológica estrutural presente no nascimento.
– Anomalia morfológica estrutural presente no nascimento.

Medula ósseaX Medula óssea
Tecido esponjoso que preenche a cavidade interior dos ossos, responsável pela produção de células sanguíneas.
– Tecido esponjoso que preenche a cavidade interior dos ossos, responsável pela produção de células sanguíneas.

MercaptopurinaX Mercaptopurina
Fármaco utilizado no tratamento de certos tipos de leucemia.
– Fármaco utilizado no tratamento de certos tipos de leucemia.

MetabolismoX Metabolismo
Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).
- Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).

MetabolismoX Metabolismo
Conjunto das transformações físico-químicas que ocorrem em todos os tecidos do organismo. Estas transformações são acompanhadas por fenómenos energéticos (acumulação ou libertação de energia).
Basal
- Necessidades energéticas mínimas do organismo, em repouso, para assegurar as funções vitais, isento de qualquer dispêndio não indispensável de energia. Varia de acordo com numerosos fatores como o sexo, a idade, o peso, a gravidez, o clima, a altitude, algumas doenças, etc.

MetforminaX Metformina
Fármaco utilizado no tratamento da diabetes.
- Fármaco utilizado no tratamento da diabetes.

MetioninaX Metionina
Um dos aminoácidos essenciais.
– Um dos aminoácidos essenciais.

MetotrexatoX Metotrexato
Fármaco utilizado na artrite reumatoide, algumas doenças de pele e alguns tipos de cancro.
– Fármaco utilizado na artrite reumatoide, algumas doenças de pele e alguns tipos de cancroX cancro
Tumor maligno, isto é, constituído pela proliferação anárquica de células anormais, que invade as estruturas vizinhas e que tem tendência para produzir tumores secundários à distância (metástases).
.

MonoterapiaX Monoterapia
Tratamento com recorrência a apenas um fármaco.
– Tratamento com recorrência a apenas um fármaco.
 


 

N

NADX NAD
Abreviatura de Nicotinamide Adenine Dinucleotide. Coenzima envolvida em muitas reações bioquímicas de redução-oxidação.
– Abreviatura de Nicotinamide Adenine Dinucleotide. CoenzimaX Coenzima
Composto orgânico não proteico de baixo peso molecular, que ligado a uma enzima (porção proteica), é responsável pela atividade da mesma.
envolvida em muitas reações bioquímicas de redução-oxidação.

NADPX NADP
 Abreviatura de Nicotinamide Adenine Dinucleotide Phosphate. Coenzima envolvida em algumas reações bioquímicas de redução-oxidação.
– Abreviatura de Nicotinamide Adenine Dinucleotide Phosphate. CoenzimaX Coenzima
Composto orgânico não proteico de baixo peso molecular, que ligado a uma enzima (porção proteica), é responsável pela atividade da mesma.
envolvida em algumas reações bioquímicas de redução-oxidação.

NaproxenoX Naproxeno
Fármaco pertencente à classe dos anti-inflamatórios não-esteróides.
- Fármaco pertencente à classe dos anti-inflamatórios não-esteróides.

NeomicinaX Neomicina
Antibiótico.
– Antibiótico.

Neuropatia PeriféricaX Neuropatia Periférica
Disfunção dos nervos periféricos.
– Disfunção dos nervos periféricos.

NeurotransmissoresX Neurotransmissores
Substância química que transmite os impulsos nervosos através da sinapse.
- Substância química que transmite os impulsos nervosos através da sinapse.

NifedipinaX Nifedipina
Fármaco anti-hipertensor e vasodilatador.
– Fármaco anti-hipertensor e vasodilatador.
 


 

O

ObesidadeX Obesidade
Acumulação excessiva, mais ou menos generalizada, de tecido adiposo, que provoca um aumento de peso superior a 25% do peso estimado normal.
- Acumulação excessiva, mais ou menos generalizada, de tecido adiposo, que provoca um aumento de peso superior a 25% do peso estimado normal.

ObstipaçãoX Obstipação
Prisão de ventre.
- Prisão de ventre.

OmeprazolX Omeprazol
Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protões que modifica a secreção gástrica.
- Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protõesX inibidores da bomba de protões
 Classe de fármacos que inibe a secreção ácida, utilizados em algumas patologias do estômago.
que modifica a secreção gástrica.

OpsinaX Opsina
Proteína que se combina com o retinal para formar pigmentos visuais nas células da retina.
– Proteína que se combina com o retinal para formar pigmentos visuais nas células da retina.

OrlistatoX Orlistato
Fármaco utilizado na obesidade.
– Fármaco utilizado na obesidadeX obesidade
Acumulação excessiva, mais ou menos generalizada, de tecido adiposo, que provoca um aumento de peso superior a 25% do peso estimado normal.
.

OsteoblastosX Osteoblastos
Célula essencial para a formação do osso.
– Célula essencial para a formação do osso.

OsteocalcinaX Osteocalcina
Proteína encontrada no osso e na dentina, produzida pelos osteoblastos e que é essencial para a mineralização óssea.
– Proteína encontrada no osso e na dentina, produzida pelos osteoblastosX osteoblastos
Célula essencial para a formação do osso.
e que é essencial para a mineralização óssea.

OsteoclastosX Osteoclastos
Células que constituem a matriz óssea, de tamanho maior em relação às outras células e estão envolvidas na reabsorção óssea.
– Células que constituem a matriz óssea, de tamanho maior em relação às outras células e estão envolvidas na reabsorção ósseaX reabsorção óssea
Remoção do tecido ósseo pelos osteoclastos.
.

OsteopéniaX Osteopénia
Redução da densidade óssea para níveis inferiores aos normais.
– Redução da densidade óssea para níveis inferiores aos normais.

OxalatoX Oxalato
Substância química orgânica presente em certos alimentos.
– Substância química orgânica presente em certos alimentos.
 


 

P

ParatiroideX Paratiroide
Quatro glândulas que se localizam ao lado da glândula tiróide e controlam os níveis de cálcio.
–Quatro glândulas que se localizam ao lado da glândula tiróide e controlam os níveis de cálcio.

PenicilaminaX Penicilamina
Fármaco que pode ser utilizado na artrite reumatoide, doença de Wilson, intoxicação grave por metais e cistinúria.
– Fármaco que pode ser utilizado na artrite reumatoide, doença de Wilson, intoxicação grave por metais e cistinúria.

PetéquiaX Petéquia
Ponto vermelho causado por uma pequena hemorragia dos vasos sanguíneos.
– Ponto vermelho causado por uma pequena hemorragia dos vasos sanguíneos.

PirimetaminaX Pirimetamina
Medicamento antimalárico.
– Medicamento antimalárico.

PolineuropatiaX Polineuropatia
Doença que envolve vários nervos periféricos.
– Doença que envolve vários nervos periféricos.

PoliúriaX Poliúria
Excreção excessiva de urina.
– Excreção excessiva de urina.

PorfirinaX Porfirina
Componente da hemoglobina que está presente nos glóbulos vermelhos.
- Componente da hemoglobina que está presente nos glóbulos vermelhos.

PrecursorX Precursor
Composto que dá origem a outro num processo metabólico.
– Composto que dá origem a outro num processo metabólico.

Pré-eclâmpsiaX Pré-eclâmpsia
Condição que ocorre durante a gravidez e que se caracteriza por hipertensão arterial, proteínas na urina e edema.
– Condição que ocorre durante a gravidez e que se caracteriza por hipertensão arterial, proteínasX proteínas
Nome genérico dos componentes orgânicos azotados, animais e vegetais cuja molécula é composta por numerosos aminoácidos e que desempenham uma função essencial em toda a matéria viva.
na urina e edemaX edema
Acumulação excessiva de fluidos nos tecidos corporais, que provocam inchaço.
.

PrimidonaX Primidona
Fármaco antiepilético e anticonvulsivante também indicado no tremor.
– Fármaco antiepilético e anticonvulsivante também indicado no tremor.

ProteaseX Protease
Enzima responsável pela quebra das cadeias proteicas.
- EnzimaX Enzima
Substância proteica existente nas células vivas que produz alterações químicas, necessária para a digestão dos alimentos.
responsável pela quebra das cadeias proteicas.

ProteínasX Proteínas
Nome genérico dos componentes orgânicos azotados, animais e vegetais cuja molécula é composta por numerosos aminoácidos e que desempenham uma função essencial em toda a matéria viva.
- Nome genérico dos componentes orgânicos azotados, animais e vegetais cuja molécula é composta por numerosos aminoácidos e que desempenham uma função essencial em toda a matéria viva.

ProteinúriaX Proteinúria
Excesso de proteínas presentes na urina.
– Excesso de proteínasX proteínas
Nome genérico dos componentes orgânicos azotados, animais e vegetais cuja molécula é composta por numerosos aminoácidos e que desempenham uma função essencial em toda a matéria viva.
presentes na urina.

PúrpuraX Púrpura
Manchas vermelhas na pele causadas pelo sangramento nos tecidos subcutâneos.
– Manchas vermelhas na pele causadas pelo sangramento nos tecidos subcutâneos.
 


 

Q

QuilocaloriaX Quilocaloria
1000calorias (Kcal).
: 1000calorias (Kcal).
 


 

R

RabdomióliseX Rabdomiólise
Destruição das fibras do músculo esquelético.
– Destruição das fibras do músculo esquelético.

RabeprazolX Rabeprazol
Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protões que modifica a secreção gástrica.
- Fármaco pertencente à classe dos inibidores da bomba de protõesX inibidores da bomba de protões
 Classe de fármacos que inibe a secreção ácida, utilizados em algumas patologias do estômago.
que modifica a secreção gástrica.

Radicais livresX Radicais livres
Fragmentos químicos altamente reativos que podem produzir alterações nas células, geralmente prejudiciais.
– Fragmentos químicos altamente reativos que podem produzir alterações nas células, geralmente prejudiciais.

RanitidinaX Ranitidina
Fármaco antagonista dos recetores H2 que modifica a secreção gástrica.
- Fármaco antagonistaX antagonista
Agente fisiológico que contraria/impede a ação de outro.
dos recetores H2 que modifica a secreção gástrica.

Reabsorção ósseaX Reabsorção óssea
Remoção do tecido ósseo pelos osteoclastos.
– Remoção do tecido ósseo pelos osteoclastosX osteoclastos
Células que constituem a matriz óssea, de tamanho maior em relação às outras células e estão envolvidas na reabsorção óssea.
.

RibosilaçãoX Ribosilação
Processo que ocorre após a tradução das proteínas.
– Processo que ocorre após a tradução das proteínasX proteínas
Nome genérico dos componentes orgânicos azotados, animais e vegetais cuja molécula é composta por numerosos aminoácidos e que desempenham uma função essencial em toda a matéria viva.
.

RifampicinaX Rifampicina
Fármaco utilizado para a tuberculose.
– Fármaco utilizado para a tuberculose.
 


 

S

Sinalização intracelularX Sinalização intracelular
Conjunto de mecanismos que permite que as células comuniquem.
– Conjunto de mecanismos que permite que as células comuniquem.

Sistema hematopoiéticoX Sistema hematopoiético
Órgãos responsáveis pela produção de células sanguíneas.
– Órgãos responsáveis pela produção de células sanguíneas.

Stress oxidativoX Stress oxidativo
Alterações patológicas que ocorrem no organismo devido aos níveis excessivos de oxidantes e radicais livres.
– Alterações patológicas que ocorrem no organismo devido aos níveis excessivos de oxidantes e radicais livresX radicais livres
Fragmentos químicos altamente reativos que podem produzir alterações nas células, geralmente prejudiciais.
.

SucralfatoX Sucralfato
Fármaco utilizado como protetor da mucosa gástrica.
– Fármaco utilizado como protetor da mucosa gástrica.

SulfassalazinaX Sulfassalazina
Fármaco anti-inflamatório intestinal.
– Fármaco anti-inflamatório intestinal.
 


 

T

Tempo de protrombinaX Tempo de protrombina
Medida laboratorial que avalia o tempo necessário para a formação de um coágulo.
– Medida laboratorial que avalia o tempo necessário para a formação de um coágulo.

Tempo de semi-vidaX Tempo de semi-vida
Tempo que leva a que uma determinada substância reduza a sua concentração para metade.
– Tempo que leva a que uma determinada substância reduza a sua concentração para metade.

TermossensívelX Termossensível
Facilmente afetado pela temperatura.
– Facilmente afetado pela temperatura.

Tetania hipocalcémicaX Tetania hipocalcémica
Espasmos musculares associados a dor.
– Espasmos musculares associados a dor.

TiazidasX Tiazidas
Classe de fármacos diuréticos que atuam por inibição da reabsorção de sódio na porção inicial do túbulo contornado distal.
– Classe de fármacos diuréticos que atuam por inibição da reabsorção de sódio na porção inicial do túbulo contornado distal.

TiroxinaX Tiroxina
Hormona produzida pela tiróide.
– Hormona produzida pela tiróide.

Transporte ativoX Transporte ativo
Transporte de partículas através das membranas celulares contra o gradiente de concentração.
– Transporte de partículas através das membranas celulares contra o gradiente de concentração.

TrimetoprimX Trimetoprim
Antibiótico.
– Antibiótico.

TriptofanoX Triptofano
Aminoácido precursor da niacina.
– Aminoácido precursorX precursor
Composto que dá origem a outro num processo metabólico.
da niacina.

Tubo neuralX Tubo neural
Estrutura embrionária que se irá diferenciar na medula espinal e cérebro.
– Estrutura embrionária que se irá diferenciar na medula espinal e cérebro.
 


 

V

ValproatoX Valproato
Fármaco antiepilético e anticonvulsivante.
– Fármaco antiepilético e anticonvulsivante.

VarfarinaX Varfarina
Fármaco anticoagulante.
– Fármaco anticoagulante.

VerapamiloX Verapamilo
Fármaco anti-hipertensor e antiarrítmico.
– Fármaco anti-hipertensor e antiarrítmico.

Via parentéricaX Via parentérica
Uma das possíveis vias de administração que exclui o tubo digestivo e o trato respiratório, e que recorre a injeções para chegar aos tecidos ou diretamente à corrente sanguínea.
– Uma das possíveis vias de administração que exclui o tubo digestivo e o trato respiratório, e que recorre a injeções para chegar aos tecidos ou diretamente à corrente sanguínea.
 


 

X

XeroftalmiaX Xeroftalmia
Também chamado de "olho seco", é uma doença que se caracteriza pela secura e espessamento anormais da córnea e conjuntiva do olho, resultado de uma baixa produção de lágrimas e consequente dificuldade em ver.
– Também chamado de "olho seco", é uma doença que se caracteriza pela secura e espessamento anormais da córnea e conjuntiva do olho, resultado de uma baixa produção de lágrimas e consequente dificuldade em ver.